Como é feita a harmonização facial: saiba se é para você

O procedimento estético do momento ainda gera muitas dúvidas entre as pessoas. Mesmo quem ainda não pensa em fazê-lo, com tantos famosos aderindo, gera uma curiosidade, não é mesmo? Como é feita a harmonização? Eu posso fazer? É seguro? A Clicenter explica para você:

Como é feita a harmonização facial?

Basicamente, a harmonização facial é um conjunto de procedimentos estéticos que são usados com a finalidade de deixar o rosto mais harmonioso, e o melhor: sem cortes. Esse é um dos motivos que fazem com que a harmonização esteja em alta. O cirurgião plástico ou médico dermatologista consegue fazer todo o procedimento sem nenhum corte e com total segurança ao paciente.

Com atenção e foco em alguns pontos mais específicos que dão forma ao rosto, como:

  • Maxilar
  • Queixo
  • Boca
  • Dentes
harmonização facial mulher
São muitos os pontos no rosto que podem ser beneficiados com a harmonização

Quem pode fazer a harmonização facial?

Essa pergunta ainda é algo subjetivo, uma vez que o conceito de beleza é relativo para muitas pessoas. No entanto, estudos provam que quando mais harmonioso é o rosto, mais esteticamente bonito ele pode ser. Por isso, são muitos os benefícios estéticos proporcionados pelas correções da harmonização. Para saber se seu rosto pode passar por correções, é só observar se tais problemas te incomodam, como:

  • Papadas
  • Olheiras
  • Rugas e marcas de expressão
  • Lábios inexpressivos
  • Problemas no sorriso, ou dentição
  • Definição de mandíbula
  • Mudanças sutis no nariz
  • Rosto sem volume
  • Diminuição do queixo e testa

Caso você se identifique com alguns desses pontos, a harmonização pode ser o procedimento indicado para você.

Como é feita?

Algumas etapas importantes fazem parte do procedimento de harmonização. A primeira delas é a observação detalhada do rosto, feita pelo cirurgião plástico ou médico dermatologista.

A partir daí, o médico irá definir junto com você quais as técnicas mais indicadas para as correções do seu caso. São elas:

  • Botox – com a aplicação da toxina botulínica, é rapidamente resolvido o problema de linhas de expressão superficiais e mais profundas.
  • Preenchimento Facial – através do preenchimento facial com ácido hialurônico, com o objetivo de hidratar e devolver o volume à face, corrigindo sulcos como o bigode chinês, por exemplo.
  • Rinomodelação – consiste no uso de substâncias preenchedoras, como o ácido hialurônico, para remodelar a estética nasal quando mudanças pontuais são suficientes.
  • Bioestimulação – com o uso conjunto de substâncias para melhorar aspectos relacionados ao envelhecimento, a bioestimulação reduz significadamente a flacidez e estimula a produção do colágeno da face.
  • Clareamento dental – tratamentos odontológicos também estão no radar da harmonização. Como o uso de aparelho ortodôntico, e clareamento dental.

Mas fique atento(a):

A harmonização facial não é indicada em casos nos quais a insatisfação do paciente refira-se a apenas uma estrutura específica da face, por exemplo, o nariz. Nesses casos, a recomendação de uma rinoplastia pode atender com mais eficiência às expectativas do paciente.

Se identificou? Na Clicenter nós temos cirurgiões plásticos especializados em harmonização.

Que tal agendar uma avaliação sem compromisso? É fácil, estamos no centro de Belo Horizonte



1 comentário em “Como é feita a harmonização facial: saiba se é para você”

Deixe um comentário